Gamificação e o Ensino a Distância

Lembrando a gamificação na educação

Como já falamos anteriormente, a gamificação está presente em diversos setores, assim como no trabalho e na educação. Sendo assim, a conexão da gamificação com a educação não poderia ser esquecida aqui no nosso blog. Ela é um dos principais fatores para mudança de todo um sistema educacional que vem sempre buscando e necessitando de evolução. Visto que quanto mais a tecnologia e a sociedade como um todo evolui, a educação tende a chamar por evolução também.

Como é aplicado gamificação no EAD?

Como é de se esperar, a gamificação também tem um papel importante dentro do escopo à distância no qual estamos vivendo. Ela é um dos pilares para a manutenção do engajamento e motivação dos alunos durante o período não-presencial. Fazendo com que eles se mantenham sempre engajados à continuar por sua busca de conhecimento dentro das escolas.

Alguns exemplos de aplicação da gamificação dentro das instituições de ensino são os sistemas de pontuações e recompensas que os professores desenvolvem para que os alunos se sintam motivados para realizar suas atividades dentro e fora do horário de aula. Essa é uma forma bastante simples de aplicação, mas que já se mostra bastante eficaz dentro do escopo educacional.
Outro exemplo que engaja muitas pessoas são as próprias barras de progresso dentro de plataformas já pré-programadas para serem gamificada. O Duolingo por exemplo, mostra todo seu progresso dentro da plataforma em determinada língua que você está aprendendo, e isso faz com que as pessoas sempre busquem por concluir todo aquele progresso ou até mesmo adiciona a sensação de estarem progredindo dia após dia.
Dentro da visão diária da educação EAD, nós imaginamos apenas aquelas aulas chatas e cansativas que duram horas e que o professor fala com um único tom de voz e que cansa os alunos mentalmente. Mas isso pode ser diferente, tanto o professor quanto o aluno podem colaborar para produzir uma aula divertida e que vai acrescentar na formação de ambos e deixar a atividade muito mais engajante.

Mas qual a motivação e as vantagens para se utilizar a gamificação no EAD?

Motivações e vantagens podem ser diversas, entre elas estão:
  • Aumento do engajamento e motivação
  • Maior retenção de conhecimento
  • Colaboração e trabalho em equipe
  • Feedbacks valiosos
  • Trabalhos com feedbacks positivos, negativos e instantâneos.
  • Evolução rápida e sempre buscando por uma possível superação.
  • Entre outros.
 

O que os estudos dizem sobre isso?

Em junho de 2018, a Dra. Fabiana Bigão, apresentou na Escola de Ciência da Informação da UFMG, uma tese de doutorado cujo o tema é Implicações da Gamificação no projeto de uma Plataforma on-line: um estudo de caso. Várias mecânicas de gamificação foram utilizadas sobre os alunos de Gestão de Projetos em um ambiente EAD, tendo como resultado 100% de aprovação e aproveitamento do curso por parte dos estudantes.
Ao longo da tese foi aplicado algumas conduções para atingir certos resultados:
  1. Foi proposta uma arquitetura de ambiente gamificado genérica que leva em consideração o perfil dos estudantes e participantes deste ambiente para dessa forma definir certos comportamentos-alvo para a gamificação além de atribuir pontos de diversão de acordo com cada perfil identificado. Isso foi baseado no artigo Gamificação na educação online: proposta de modelo para a aprendizagem participativa, BIGÃO e PEIXOTO.
  2. Uma plataforma de ensino denominada VIDDIA que contava com diversos cursos on-line de desenvolvimento pessoal e profissional. Qualquer pessoa poderia se matricular gratuitamente e assistir às 3 primeiras aulas.
  3. Um estudo de caso foi utilizado com os estudantes do curso de Gestão de Projetos, como mencionado anteriormente, tinha como objetivo analisar o comportamento e as emoções do participantes que interagiram com a plataforma, e verificar se a gamificação promovia o tipo de motivação intrínseca que é considerada um das motivações mais importantes quando falamos de engajamento. Você pode entender mais sobre motivação, em nosso post: Motivação 3.0.
  4. Por fim, foi aplicado também a mesma técnica em outros cursos com certas adaptações de acordo com cada perfil de pessoas e também foi coletado dados de resultados parecidos com primeiro estudo de caso.
Com isso podemos ver que cientificamente, se bem feito e elaborado, a gamificação pode ser eficaz no âmbito do ensino à distância. Sobre isso, nos perguntamos: Seria esse o futuro da educação?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: